Tipos de Diabetes Mellitus

Antes de abordar os diferentes tipos de diabetes, é importante  relembrar um pouco o metabolismo da glicose. Após uma alimentação, os níveis de glicose aumentam no sangue. Essa condição propicia ao pâncreas, produzir insulina por meio de suas células ß. Este hormônio faz com que os tecidos corporais e fígado absorvam a glicose retirando-a do sangue.

Qualquer defeito em qualquer fase deste processo resultará num acúmulo de glicose no sangue, quadro chamado de hiperglicemia, característica principal dos diferentes tipos de diabetes. Mas o que é diabetes? Diabetes pode ser conceituada como um grupo de doenças metabólicas desencadeadas por:

  • uma alteração na produção de insulina;
  • uma deficiência na sua ação;
  • uma alteração na produção e na ação da insulina.

 

Quais são os diferentes tipos de diabetes?

Existem 3 tipos principais de diabetes, a saber:

  • Diabetes Mellitus Tipo 1;
  • Diabetes Mellitus Tipo 2;
  • Diabetes Gestacional.

O que é o diabetes do tipo 1?

O diabetes do tipo 1, que também é chamado de diabetes juvenil ou diabetes insulino-dependente, é uma doença metabólica caracterizada por uma deficiência total de insulina. É gerada por uma destruição das células ß do pâncreas.

Neste sentido, o paciente necessitará de administração parenteral contínua de insulina. Caso o tratamento insulínico não seja realizado, a hiperglicemia resultante poderá ser tão severa que poderá levará o paciente a complicações seríssimas como cetoacidose, coma e morte.

Geralmente a doença surge na infância ou durante a adolescência com pico médio entre 10 e 14 anos. Entre 5 a 10% dos diabéticos são do tipo 1.

 

O que causa o Diabetes Mellitus Tipo 1?

Sabe-se que algumas pessoas podem desenvolver doenças que fazem com que o seu próprio sistema imunológico reconheça  suas próprias células como organismos estranhos. Assim, algumas doenças autoimunes provocam a morte das células ß do pâncreas. No entanto, desconhece-se como isto ocorre.


O que é o Diabetes Mellitus Tipo 2?

Já o diabetes mellitus do tipo 2 é uma doença caracterizada por uma deficiência relativa de insulina ou uma diminuição da ação da mesma. Cerca de 90% dos diabéticos são do tipo 2, sendo portando mais prevalentes. Geralmente o início da doença é após os 40 anos de idade.

 

O que causa o diabetes do tipo 2

Diferentemente do diabetes do tipo 1, o diabetes do tipo 2 apresenta uma etiologia conhecida. Sabe-se que uma carga genética aliada a um comportamento inadequado de vida levam ao surgimento da doença como por exemplo o sedentarismo e má alimentação.

Vale ressaltar que cerca de 50% da população não sabem que são portadores do diabetes mellitus do tipo 2, por terem sintomas mais brandos. Neste sentido, é importante que seja feito nas Unidades de Saúde, rastreamento dos fatores de riscos.

 

Mas quais são os fatores de risco para o desenvolvimento do diabetes do tipo 2?

São eles:

  • Idade superior a 45 anos;
  • Sobrepeso (Índice de massa corporal acima de 25);
  • História de macrossomia;
  • Obesidade central (cintura abdominal superior a 102 centímetros em homens e superior a 88 centímetros em mulheres, cujas medidas deverão ser feitas acima das cristas ilíacas);
  • História de diabetes gestacional;
  • Antecedente familiar de diabetes;
  • Colesterol HDL abaixo de 35 mg/dl ou triglicerídeos acima 150 mg/dl;
  • Presença de doença cardiovascular, cerebrovascular ou vascular periférica.

Os fatores de risco são parâmetros utilizados por profissionais de saúde com a finalidade de avaliar o grau de potencial de risco que as pessoas tem em desenvolver o diabetes mellitus do tipo 2. Caso o paciente se enquadre numa situação de risco, será oferecido-lhe testes laboratoriais como  a glicemia de jejum e o teste de tolerância à glicose.


 

O que é o Diabetes Gestacional?

O diabetes gestacional é caracterizado por qualquer hiperglicemia diagnosticada pela primeira vez durante a gravidez, que pode ser de intensidade variada e que se resolve no período do parto na maioria das vezes. No entanto há grande possibilidade de voltar anos mais tarde como diabetes mellitus do tipo 2.

Os principais fatores de risco são:

  • Sobrepeso;
  • Obesidade pré-gestacional;
  • Ganho de peso gestacional; e
  • Síndrome dos ovários policísticos.

Marcus Vinícius

Olá, meu nome é Marcus Vinícius. Sou blogueiro, enfermeiro e responsável técnico pelo Centro de Atenção Psicossocial CAPS I do Município de Lagoa da Prata/MG. Este blog tem o objetivo de trazer um conteúdo esquematizado e de fácil assimilação. Aproveite e entre em contato em caso de dúvidas e sugestões!

Website: http://www.enfermagemesquematizada.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *