Temperatura corporal

Temperatura Corporal

A temperatura corporal é o resultado da diferença entre calor gerado e calor perdido pelo corpo humano. O Hipotálamo é o órgão responsável pela manutenção da temperatura corporal mais ou menos constante e independente do meio externo. Em outras palavras, o hipotálamo controla o metabolismo, um processo que gera calor através de reações químicas que ocorrem nas células do corpo.


Variação Fisiológica da Temperatura entre Indivíduos

Existem alguns fatores que influenciam a temperatura de modo fisiológico, podemos citar:

  • Sono e Repouso (diminuição do metabolismo devido á condições de recuperação);
  • Emoções (aumento da atividade metabólica);
  • Desnutrição (diminuição da atividade metabólica devido a falta de “combustível” para as células);
  • Exercícios (aumento da atividade metabólica para fornecer energia);
  • Uso de agasalhos (Menor dissipação do calor);
  • Fatores hormonais no ciclo menstrual. A temperatura é mais baixa nas duas primeiras semanas do ciclo, ficando entre 36/36.5ºC. Após a ovulação a temperatura corporal aumenta cerca de 0.5 a 0.8ºC;
  • Banhos muitos quentes ou frios;
  • Ingestão de bebidas quentes ou geladas.

Variações da Temperatura Corporal no Mesmo Indivíduo

A temperatura corporal varia em diferentes órgãos num mesmo indivíduo. A temperatura da pele tem uma temperatura menor do que órgãos internos da mesma forma que os membros inferiores e superiores são mais frios do que os órgãos centrais. Desde modo, são variações normais da temperatura no organismo:

  • Temperatura axilar: 35,8ºC – 37,0ºC;
  • Temperatura oral: 36,3ºC – 37,4ºC;
  • Temperatura retal: 37ºC – 38ºC.

Leia também: SINAIS VITAIS! CLIQUE AQUI!

Variações Patológicas da Temperatura Corporal

A variação patológica da temperatura corporal acontece em respostas a processos infecciosos e inflamatórias. Em outras palavras, o aumento da temperatura corporal é uma defesa, pois o organismo acelera o metabolismo para combater corpos estranhos, micro-organismos invasores e regenerar tecidos a fim de restabelecer a função fisiológica dos órgãos acometidos. As variações patológicas são descritas através de:

Hipotermia

Refere-se á temperatura corporal abaixo de 35,0ºC (axilar). Geralmente crianças e idosos podem ter hipotermia porque o organismo tem uma incapacidade de manter a temperatura corporal apropriada para continuidade das funções biológicas em ambientes frios.

Hipertermia

Refere-se á elevação não patológica da temperatura corporal a níveis superiores a 37,0ºC (axilar) comumente após exercícios físicos, banhos quentes e emoções intensas.

Febril

Elevação patológica da temperatura corporal acima do nível habitual originada por doença geralmente com temperatura entre 37,2ºC e 37,8ºC (axilar). Caracterizado como o início de uma febre.

Febre

Refere-se a um estado de temperatura corporal de 37,9 ºC a 38,9ºC relacionada a quandros infecciosos.

Pirexia

Termo técnico que refere-se a uma temperatura corporal de 39ºC a 40ºC. Temperatura alta.

Hiperpirexia

Refere-seuma temperatura acima de 40ºC, considerada altíssima.Temperatura muito alta.


Aferição da Temperatura Corporal

O controle da temperatura corporal é realizado por meio de termômetro. O termômetro mais utilizado é o termômetro de mercúrio, no entanto, o aparelho foi proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária ANVISA devidos aos riscos para a saúde e ao meio ambiente. Neste sentido, a recomendação é o uso do termômetro digital.

Métodos de Aferição da Temperatura

Ao utilizar o termômetro deve-se:

  • Aguardar até que o alarme sonoro dispare, em média 5 minutos;
  • Proceder a leitura da temperatura no visor do aparelho;
  • Desligar o termômetro.
Método Oral

Características do termômetro:

  • Individual devido ao risco contaminação;
  • Bulbo alongado e achatado para acomodar bem sobre a língua.

Contraindicação:

  • Crianças, idosos, doentes graves, inconscientes, doença mental devido ao risco de acidentes;
  • Portadores de lesões na boca e faringe;
  • Após fumar – As substâncias do cigarro fazem vasoconstricção provocando diminuição da temperatura na cavidade oral;
  • Após ingestão de alimentos frios ou quentes.
Método Retal

O termômetro deve ter as seguintes características:

  • Individual;
  • Possuir bulbo proeminente e arredondado para facilitar a colocação e diminuir desconforto do paciente;

A colocação do termômetro no reto deve-se tomar os seguintes cuidados:

  • Lubrificar o termômetro antes da introdução;
  • Posicionar o paciente em decúbito lateral;
  • Inserir cerca de 3,5 cm, em adultos.

A temperatura retal é a mais fidedigna por ser mais próximo dos órgãos centrais do corpo, porém contém algumas contra-indicações:

  • Pacientes submetidos a intervenções cirúrgicas no reto e períneo;
  • Processos inflamatórios presentes no reto e períneo.
Método Axilar

A aferição da temperatura axilar é menos fidedigna que a métodos de aferição oral e retal pois a temperatura é aferida externamente ao corpo, sendo mais baixa e portanto menos precisa.

temperatura-corporal-2 Temperatura corporal

Apostilas para Concursos Públicos

Assistente Social, Enfermagem, Técnico em Enfermagem, Psicologia!

Apostilas para Concursos Públicos! CLIQUE AQUI!

Referências Bibliográficas

LAGANÁ, Maria Teresa Cicero; FARO, Ana Cristina Mancussi; ARAÚJO, Theima Leite Araújo. A problemática da Temperatura Corporal enquanto um Procedimento de Enfermagem: Conceitos e Mecanismos Reguladores. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 26, n. 2, Ago. 1991. Disponível em <www.scielo.br>. Acesso em 07 de out. 2017.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão de Educação na Saúde. Projeto de Profissionalização dos Trabalhadores da Área da Enfermagem. Fundamentos de Enfermagem. Brasília, 2003.

 

marcus

Olá, meu nome é Marcus Vinícius, tenho 32 anos. Sou blogueiro, enferrmeiro e referência técnica do Centro de Atenção Psicossocial CAPS I de Lagoa da Prata/MG. Sou graduado em Enfermagem pela Universidade de Uberaba UNIUBE. Os meu objetivo neste blog é trazer um conteúdo esquematizado e de fácil entendimento para te auxiliar nas suas pesquisas e estudos na área de enfermagem, saúde pública e saúde como um todo.

Website: http://www.enfermagemesquematizada.com.br

Deixe uma resposta