Regulação Pressão: barorreceptores

Conceito

Barorreceptores, como o próprio nome diz, são receptores especializados em captar o aumento da pressão arterial. Em outras palavras, são terminações nervosas que são ativadas quando há um estiramento das artérias provocadas pelo aumento da pressão arterial.

barorreceptores-206x300 Regulação Pressão: barorreceptores

Localização dos Barorreceptores

Os barorreceptores estão localizados:

  • No seio carotídeo, carótida interna (numerosos);
  • Na parede do arco aórtico (numerosos);
  • Nas parede de todas as grandes artérias da região torácica e cercal (poucos).

Resposta dos Barorreceptores ao aumento da Pressão Arterial

Á medida que a pressão sobe, sobe também a estimulação nos receptores de pressão. No entanto, há diferenças de estimulação nos receptores aórticos e carotídeos. Os receptores carotídeos somente são estimulados, geralmente, quando a pressão sistólica está acima de 170 mmHg. Já os receptores para pressão aórticos começam a responder quando a pressão sistólica está acima de 150 mmHg.
Os sinais provocados pelos barorreceptores carotídeos são transmitidos pelos nervos de Hering até os nervos glossofaríngeos situados na região cervical superior. De lá, os sinais chegam até o bulbo no tronco encefálico.
Já o arco ártico, os receptores de pressão transmitem sinais pelos nervos vagos para o para o bulbo.
onde estão localizadas os seus receptoresque ficam localizadas de forma abundante na parede interior da carótida interna, numa região conhecida da caem em todas as grandes artérias nas regiões cervical e torácica.
Quando o estímulo chega ao trato solitário no bulbo, sinais secundpários são gerados inibindo o centro vasoconstritor bulbar e ativando o centro parassimpático vagal gerando os seguintes efeitos:
1 – Vasodilatação das veias e arteríolas no sistema nervoso periférico. Possibita que o sangue, antes mais concentrado no centro do corpo, possa ir para o sistema circulatório periférico da pele diminui a pressão arterial;
2 – Diminuição da frequência cardíaca e da força de contração do coração.
Deste modo, há a redução da pressão arterial.

Resposta dos Barorreceptores ao aumento da Pressão Arterial

Quando a pressão arterial é reduzida, os barorreceptores deixam de ser ativados, cessando o envio de sinais para inibir o centro vasocomotor no bulbo. Desta forma, o sistema nervoso simpático é ativado aumentando a pressão arterial. A partir do momento que a pressão se eleva, há a ativação dos barorreceptores bloqueando o centro vasocomotor e desta forma, os barorreceptores fazem o controle da pressão arterial.

Função dos Barorreceptores durante mudanças de postura corporal

Os barorreceptores tem a capacidade de manter a pressão arterial constante quando mudamos da posição deitada para “em pé”. Quando levantamos, a pressão arterial na cabeça e na parte superior do corpo tende a diminuir drasticamente, provocando uma acentuada queda de pressão que levar a perda de consciência. Isso não acontece porque imediatamente a queda de pressão, os barorreceptores não são ativados provocando uma forte descarga simpática no corpo minimizando a queda de pressão. Por isso que, quando levantamos rápido da posição supina para ficar em pé, sentimos tonteira.

Leia também:

Entenda o Ciclo Cardíaco

Referências Bibliográficas

GUYTION A. C. & HALL J. R. Tratado de Fisiologia Médica, 12ª edição, Guanabara Koogan, RJ, 2011, 217-222.

marcus

Olá, meu nome é Marcus Vinícius, tenho 32 anos. Sou blogueiro, enferrmeiro e referência técnica do Centro de Atenção Psicossocial CAPS I de Lagoa da Prata/MG. Sou graduado em Enfermagem pela Universidade de Uberaba UNIUBE. Os meu objetivo neste blog é trazer um conteúdo esquematizado e de fácil entendimento para te auxiliar nas suas pesquisas e estudos na área de enfermagem, saúde pública e saúde como um todo.

Website: http://www.enfermagemesquematizada.com.br

Deixe uma resposta