Precaução Respiratória – Perdigoto e Aerossóis

Existem dois tipos de Precaução Respiratória:

  • Precaução Respiratória por Perdigoto;
  • Precaução Respiratória por Aerossol.

No entanto, precisamos conceituar antes de prosseguir no nosso estudo!

O que é Perdigoto?

Perdigotos são pequenas gotículas contaminadas que ficam suspensas no ar ao ser impelidas a uma distância de cerca de  metro através do ar. Os perdigotos vão sendo depositados:

  • Conjuntiva;
  • Mucosa Nasal;
  • Boca;
  • Pele íntegra.

Os perdigotos acumulados possibilita que os micro-organismos possam produzir colonização e uma instalação de uma infecção.

Os perdigotos são gerados por:

  • Fala;
  • Espirro;
  • Tosse;
  • Realização de aspiração e;
  • Realização de broncoscopia.

O que Aerossol?

Os aerossóis são gotas muito pequenas (5 micra ou menos) que contém um agente infeccioso e que ficam suspensas no ar. Correntes de ar levam aerossóis para diversas áreas onde podem ser inaladas pelos indivíduos susceptíveis.

PRECAUÇÃO RESPIRATÓRIA – POR AEROSSÓIS

Além das medidas de PRECAUÇÃO PADRÃO, recomenda-se também:

a) Quarto Privativo:

  • Deve ter pressão negativa em relação á área adjacente;
  • Manter portas fechadas;
  • Filtragem de ar de alta eficiência.

A pressão negativa impede a movimentação de ar de dentro para fora do quarto de modo a evitar a ida de aerossóis a outros pacientes.

b) Máscara:

  • Máscara N95. Tem capacidade de filtragem e vedação lateral adequada. Uso obrigatório em toda a entrada no quarto;
  • Se o paciente tiver que sair do quarto para exames complementares ou outras finalidades, deverá utilizar máscara cirúrgica.

OBJETIVOS DA PRECAUÇÃO RESPIRATÓRIA POR AEROSSOL

  • Impedir a propagação de doenças transmissíveis por meio de secreções em forma de aerossóis (partículas menores que 5 μm).

INDICAÇÕES DA PRECAUÇÃO RESPIRATÓRIA POR AEROSSOL

  • Varicela incluindo herpes zoster disseminado – Manter no isolamento até que todas as lesões estejam na fase de crosta;
  • Sarampo;
  • Tuberculose pulmonar ou laríngea.

PRECAUÇÃO RESPIRATÓRIA POR PERDIGOTOS

Além das medidas de PRECAUÇÃO PADRÃO, também é recomendado:

a) Quarto Privativo:

  • Se não houver quarto privativo disponível, deve-se manter pacientes internados pela mesma patologia observando distância mínima de um metro entre eles;
  • Não há necessidade de pressão interna negativa e nem ventilação especial;
  • A porta do quarto deverá ficar fechado.

 

b) Máscara Cirúrgica Padrão: 

  • Tantos os profissionais de saúde tanto os visitantes deverão utilizar máscara cirúrgica sempre que a proximidade com o paciente for menor que um metro;
  • Paciente deverá utilizar máscara cirúrgica quando for transportado.

 

OBJETIVO DA PRECAUÇÃO RESPIRATÓRIA POR PERDIGOTOS

  • Impedir a propagação de infecção por gotículas maiores que 5μm eliminados durante a tosse, fala, espirros, e na realização de diversos procedimentos.

 

INDICAÇÕES DA PRECAUÇÃO RESPIRATÓRIA POR PERDIGOTOS

  • Difteria até completar a terapia com antibióticos e presença de cultura negativa;
  • Coqueluche até 5 dias após o início da terapêutica específica;
  • Rubéola até 7 dias após o exantema;
  • Caxumba até 9 dias após início do edema da parótida;
  • Infecção por estreptococo grupo A como faringite, pneumonia e escarlatina em crianças;
  • Sepse, meningite, pneumonia, epiglotite por Haemophylus Influenzae em crianças;
  • Infecções Meningocócicas até 24 horas após o inicio da terapêutica especifica;
  • Infecções virais como: adenovírus, influenza, parvovirus b19.

Para você ter uma ÓTIMA preparação para as suas provas de concursos, indicamos UM MATERIAL ESPECIAL que aborda toda a matéria de CCIH e Infecção Hospitalar de uma maneira didática e eficiente para que você nunca mais possa esquecer. Para maiores informações, clique na imagem abaixo:

Controle-de-Infecção-Hospitalar-1-300x226 Precaução Respiratória - Perdigoto e Aerossóis

 

marcus

Website:

Deixe uma resposta