Imunidade natural ou inata e suas características

Agora falaremos sobre a Imunidade natural ou inata e suas características.

537833278-300x300 Imunidade natural ou inata e suas características

No entanto, antes de iniciarmos é preciso lembrarmos que a função imunológica é dividida em imunidade inata e imunidade adaptativa. A imunidade inata é é caracterizada por uma resposta rápida e não específica  a um número grande, mas limitado, de estímulos, que não depende do contato prévio com agentes patogênicos ou agressores. Já a imunidade adquirida ou adaptativa é caracterizada pela memória imunológica e precisa ser ativada para entrar em ação.

Imunidade natural é caracterizada pela primeira barreira de defesa. Assim, superfície de mucosa, pele, cílios, cutícula, pH ácido estomacal, lágrima e todo o nosso sistema que forma barreira ou tenta dificultar a entrada de microorganismos patogênicos no organismo são componentes da imunidade inata ou natural.

 

CÉLULAS DA IMUNIDADE NATURAL

São células da imunidade natural:

  1. macrófagos;
  2. neutrófilos
  3. células dendríticas e
  4. células Natural Killer.

Estas células estão sendo produzidas estão no organismo independentemente da presença de um patógeno ou agressor. É a imunidade dita como pronta. No entanto, quando um patógeno consegue passar pela primeira barreira e infectar o organismo ela irá encontrar as células da imunidade adaptava: os linfócitos T e B.

 

MECANISMOS DA IMUNIDADE NATURAL

A imunidade age atravnés de:

  1. Fagocitose – Pelo qual as células apresentadoras de antígeno como os macrófagos ativam a imunidade adaptativa;
  2. Liberação de mediadores inflamatórios – Importante função da imunidade natural para atrair células fagocitárias e outras para o local da agressão e assim desenvolver a resposta inflamatória;
  3. Ativação de proteínas do sistema complemento – desenvolvimento da resposta propriamente dita através do sistema de cascata;
  4. Síntese de proteínas de fase aguda, citocinas e quimiocinas que promovem a migração de células inflamatórias (neutrófilos e macrófagos), aumenta a permeabilidade vascular, secreção de muco, aumento da motilidade gastrointestinal e broncoconstrição. Esses sinais e sintomas são característicos de alergia e anafilaxia.

 

CARACTERÍSTICAS DA IMUNIDADE NATURAL

Compreender as características da imunidade natural, é fundamental para compreender todo o sistema imune. Bem, vamos lá:

  1. Discriminação de própria e não própria – Essa característica é importante pois os macrófagos e neutrófilos reconhecerão o que é do organismo e não é. Em outras palavras, é o mecanismo pelo qual as células da imunidade natural reconhecem uma bactéria ou uma célula tumoral e promovem sua lise ou inativação e não agridem o próprio tecido. Quando há uma falha nesse mecanismo dizemos que há o aparecimento de uma doença auto-imune;
  2. Células da imunidade natural não são potencializadas por exposição por exposição á bactérias/antígenos – As células da imunidade natural não tem memoria. Sempre vão agir da mesma forma diante de um patógeno. Um monócito por exemplo, quando entra em contato com uma bactéria, diferencia-se em macrófago e a fagocita.
  3. Não tem especificidade – Se os macrófagos encontrar a mesma bactéria milhares de vezes, o processo se repetirá milhares de vezes da mesma forma que no primeiro contato. Não há uma especialização do sistema imune inato.

 

 

marcus

Website:

Deixe uma resposta