Imunidade Adquirida – Conceito e características

CONCEITO DE IMUNIDADE ADQUIRIDA

t-helper-cell-1132182_960_720-300x180 Imunidade Adquirida - Conceito e características

O sistema imunológico constituem uma rede de órgãos, células e moléculas com a finalidade de manter a homeostase e subdivide-se em imunidade inata e imunidade adquirida. A imunidade inata promove uma resposta rápida e inespecífica. É representada pela pele, superfície de mucosas, lágrimas que representam a primeira barreira em que um agente infeccioso tem que vencer para instalar uma infecção. Já a resposta imune adaptativa estabelece uma resposta específica para um determinado antígeno com base em células de memoria. Quando antígeno voltar a entrar em contato com o organismo, já existe uma resposta determinada que é rápida e efetiva para destruir ou inativar o antígeno.

Em outras palavras, a resposta imune inata tem a finalidade de fazer um alerta para o sistema imune ao mesmo tempo que realiza uma resposta ativa contra o patógeno, até que a resposta imune adaptativa esteja pronta para atuar.

 

CÉLULAS DA IMUNIDADE ADQUIRIDA

  1. Linfócitos B – São produzidos são produzidos na medula óssea e ao final do amadurecimento caem na circulação;
  2. Linfócitos T –  São produzidos na medula óssea e vão para o Timo amadurecer e receber os seus marcadores de superfície. Aqui podem receber os marcadores CD4 ou CD8.

 

Funções do Linfócito T CD4.

O linfócito T CD4 exerce as seguintes funções:

  1. Organizar toda a imunidade adquirida por meio de citocinas. Para efeitos de comparação, é como se fosse numa guerra em que o general envia cartas para os seus soldados orientando o que fazer;
  2. Organizar a imunidade inata. Embora a imunidade natural não é potencializada pela exposição a antígenos, a ativação da imunidade adquirida torna a resposta imune inata mais efetiva pois a primeira organiza esta última por meio das citocinas.

Funções do Linfócito T CD8.

O linfócito t CD8 é citotóxico, ou seja, tem a função de destruir as células com parasitas intracelulares de forma específica, ou seja, não interage com mais nada.

 

CARACTERÍSTICAS DA IMUNIDADE ADQUIRIDA

  1. Discriminação de própria e não própria – Capacidade pelo qual as células da imunidade adquirida não atacam tecidos do próprio organismo;
  2. Possuem memória – Quando um antígeno ativa uma resposta adaptativa, o sistema imune adaptativa já tem uma resposta pronta a novas invasões do mesmo antígeno;
  3. Especificidade – Os linfócitos respondem a uma determinada bactéria e não respondem a outra.

marcus

Olá, meu nome é Marcus Vinícius, tenho 32 anos. Sou blogueiro, enferrmeiro e referência técnica do Centro de Atenção Psicossocial CAPS I de Lagoa da Prata/MG. Sou graduado em Enfermagem pela Universidade de Uberaba UNIUBE. Os meu objetivo neste blog é trazer um conteúdo esquematizado e de fácil entendimento para te auxiliar nas suas pesquisas e estudos na área de enfermagem, saúde pública e saúde como um todo.

Website: http://www.enfermagemesquematizada.com.br

Deixe uma resposta