Giardíase – Agente Etiológico, Sintomas e Tratamento

Giardíase é uma doença diarreica provocada pelo protozoário Giardia intestinalis, também conhecido como Giardia Lamblia.

Sinais e Sintomas

A Giardíase é assintomática na maioria dos casos, quando sintomática, apresenta o seguinte quadro:

  • Diarreia Cronica;
  • Esteatorreia – Presença excessiva de gordura nas fezes;
  • Cólicas abdominais;
  • Naúseas;
  • Sensação de distensão;
  • Perda de peso;
  • Desidratação;
  • Má absorção de gordura e vitaminas lipossolúveis;
  • Inflamações do condutos pancreáticos ou intestinais – os trofozoítos migram para estes locais causando inflamações.

 

Agente Etiológico

O Giardia intestinalis é um protozoário flagelado que foi inicalmente chamado de Cercomonas intestinalis, por Lambl erm 1859. Em 1915, Stilies dá o nome de Giardia lamblia, em homenagem ao Processor A. Giardia e o Dr. F. Lambl. Muitos integrantes da comunidade científica consideram o nome correto para o protozoário responsável pela giardíase como Giardia intestinalis.


Ciclo de Vida

A infecção inicia-se pela ingestão de cistos presentes em água ou alimentos contaminados. Quando chegam no intestino delgado, os trozoítos passam por divisão binária alcançando à luz intestinal, onde ficam livres e aderidos á parede do intestino. Os trozoítos transformam-se em cistos infectantes quando o parasita chega ao cólon. Quando chegam a cair na água fria, podem sobreviver por vários meses deve a sua espessa camada.

giardíase Giardíase - Agente Etiológico, Sintomas e Tratamento


 

Modo de Transmissão

  • Fecal-oral (Transmissão de Giardia de pessoa a pessoa por transferência dos cistos presentes nas fezes de um indivíduo contaminado através de mão-boca. Exemplo, pegar na mão de uma pessoa que foi ao banheiro e não lavou a mão);
  • Ingestão de água ou alimento contaminados com cistos – Concentrações de cloro presentes nas estações de água geralmente não matam a Giardia. Rios, reservatórios de água e piscinas podem ser fontes de infecção, pois é comum que fezes de cachorros com cistos contaminem a água);
  • Assentos de banheiro.

 

 

Morfologia

  • Trofozoíta – Forma ativa da doença. Os trofozoítas causam os sintomas da doença como diarreia, náuseas e má absorção intestinal.
  • Cisto – Forma infectante. São excretados juntos às fezes. Quando são ingeridos transformam-se em trofozoítos.

 

Ocorrência

A giardíase acomete tanto crianças como adultos geralmente em casas que não tem saneamento básico ou os casos em que não há utilização de medidas de higiene como consumir frutas e verduras mal lavadas e consumir água não filtrada ou fervida. Além disso, prevalência é maior em crianças que ainda não possuem o controle de seus esfincteres.


 

Reservatório

O principal reservatório da giardíase é o homem, sendo que animais selvagens e domésticos também pódem ser reservatórios


 

Ciclo Biológico

1 – A contaminação do hospedeiro ocorre por ingestão de água e alimentos contaminados com cistos viáveis do parasita – Os cistos conseguem resistir ao suco gástrico porque apresentam uma membrana protetora diferentemente do trofozoíta;
2 – Devido ao meio ácido estomacal, o cisto inicia a sua transformação em trofozoita, terminando no duodeno ou jejuno;
3 – Inicio da colonização do instestino delgado pelas formas trofozoitas – Divisão binária dos trofozoítas: 1 (um) Trozofozoíta dão origem a 2(dois) trofozoítas, e assim sucessivamente;
4 – Na região do ceco, os novos trofozoitas começam-se a mudar para a forma a infectante, cisto;
5 – Eliminação do cistos infectantes para o meio externo juntamente com as fezes.

 

giardíase Giardíase - Agente Etiológico, Sintomas e Tratamento


 

Síndrome da Má Absorção

Quando há excesso de trofozoítas, há um comprometimento da absorção instestinal, pois os trofozoítas grudam nas vilosidades intestinais (estruturas em forma de luvas que aumentam a superfície de absorção do intestino) através de uma estrutura chamada de disco succionador.
Além disso, o paciente quando está com a síndrome da má absorção ele apresenta quadro de diarreia com esteatorreia, ou seja, diarreia com presença de gordura nas fezes. Isso ocorre porque não está havendo uma absorção de gorduras por causa do grande número de trofozoítas grudados na mucosa intestinal.


Diagnóstico

Pesquisa do parasita nas fezes através do exame parasitológico.


Tratamento

O tratamento Giardíase deve ser feito com metronidazol ou tinidazol. Em pessoas com diarreia deve ser realizado reposição hidreletrolítica.


 

Profilaxia

São medidas preventivas:

  • Utilizar água filtrada ou fervida;
  • Lavar bem os alimentos;
  • Lavar as mãos depois de utilizar o banheiro;
  • Saneamento básico;
  • Tratamento adequado de lixo.

Obs.: A Giardia é resistente ao cloro, portanto a água mesmo tratada por empresas fornecedoras de água, podem ser importantes fontes de contaminação.


 

Referências Bibliográficas

 

DE CARLI, G. A. Parasitologia Clínica: Seleção de Métodos e Técnicas de Laboratório para o Diagnóstico das Parasitoses Humanas. São Paulo: Atheneu, 2001.

COURA, J R. Dinâmica das Doenças Parasitárias. Rio de janeiro: Gunabara Koogan,2V. 2005.

GOULART, G. G.; COSTA LEITE, I. Moraes: Parasitologia e Micologia Humana. 2 ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 1978.

NEVES, D. P. Parasitologia Humana. 11 ed. São Paulo: Atheneu, 2004.

PESSOA, S. B.; MARTINS, A. V. Parasitologia Médica. 12 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1988.

REY, L. Bases da Parasitologia Médica. 2 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.

REY, L. Parasitologia. 3 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.

 

marcus

Olá, meu nome é Marcus Vinícius, tenho 32 anos. Sou blogueiro, enferrmeiro e referência técnica do Centro de Atenção Psicossocial CAPS I de Lagoa da Prata/MG. Sou graduado em Enfermagem pela Universidade de Uberaba UNIUBE. Os meu objetivo neste blog é trazer um conteúdo esquematizado e de fácil entendimento para te auxiliar nas suas pesquisas e estudos na área de enfermagem, saúde pública e saúde como um todo.

Website: http://www.enfermagemesquematizada.com.br

Deixe uma resposta