Artigos da categoria:Clínica Médica

O impetigo é uma doença de pele causada por uma infecção da camada superficial da pele, mais comum em crianças, provocada principalmente pela bactéria Staphylococus aureus e Streptococcus pyogenes. A infecção afeta geralmente as áreas mais expostas da pele, mãos e face. As infecções são mais propícias no verão, pois a temperatura mais alta estimula a proliferação destes microorganismos.
A osteoporose pode ser definida como uma diminuição da massa óssea e enfraquecimento do tecido ósseo, tendo como a principal consequência a fragilidade e o risco de fratura. É uma das principais causas de morte e de adoecimento na população idosa. Fisiopatologia Para o melhor entendimento da fisiopatologia da osteoporose vamos conhecer duas células ósseas: Osteoblastos: São células...
Menopausa Menopausa, como o próprio nome já sugere, é o termo técnico relativo á última menstruação. No entanto, só é considerada menopausa quando a mulher está há pelo menos 1 ano sem menstruar. Quando ocorre a menopausa? A menopausa é: Frequente entre os 48 a 51 anos de idade da mulher; Normal entre 40 a 55...
Ciclo Menstrual O ciclo menstrual tem duração média de 28 dias. Inicia-se na menarca e tem o seu término na menopausa. O ciclo menstrual pode ser descrito como alterações cíclicas da função ovariana que provoca uma variação na secreção de hormônios femininos e da estrutura do revestimento interno do útero. É divido em três fases: Fase proliferativa...
A parada cardiorrespiratória pode ser entendida como uma condição de emergência severa no qual há uma interrupção das atividades respiratórias e circulatórias. A intervenções de emergência visam restabelecer a circulação sanguínea e a oxigenação. O suporte Básico de Vida são medidas de primeiros socorros para pacientes em parada cardio respiratória fora do ambiente hopitalar. Suporte básico de vida Em uma situação de parada...
O infarto agudo do miocardio é um dano permanente do tecido cardíaco devido á morte das células cardíacas causados por isquemia. Fisiopatologia As artérias coronárias são ramos da artéria aorta que tem a função de irrigar o tecido cardíaco proporcionando condições adequadas para o seu pleno funcionamento. Qualquer condição que interrompa ou diminua o fluxo sanguíneo em qualquer ponto das coronárias...
O choque anafilático é evidenciado por um deslocamento significativo de sangue para os tecidos periféricos causados por uma reação alérgica exacerbada quando o organismo já havia produzido anticorpos a um determinado antígeno (corpo estranho que ao adentrar o organismo ativa o sistema imune). Além disso, o choque anafilático é a condição mais grave de hipersensibilidade. Pode iniciar-se alguns segundos até...
O choque séptico é um choque circulatório em resposta á vasodilatação, hipotensão e hipoperfusão causado por infecção generalizada. A dilatação arterial e venosa maciça permitem que o sangue se represe nos vasos sanguíneos periféricos. Por outro lado, a diminuição drástica de sangue nos vasos centrais provocam uma falência de trabalho do coração. Fisiopatologia O choque séptico se desenvolve gradativamente, veja...
O choque neurogênico é uma condição clínica em que o volume sanguíneo é anormalmente deslocado para os tecidos periféricos levando á hipotensão e hipoperfusão tissular. O choque neurogênico causado por um desequilíbrio entre as estimulações simpáticas e parassimpáticas. Fisiopatologia Para compreender melhor a fisiologia do choque neurogênico, precisamos relembrar relembrar os conceitos de sistema nervoso autônomo simpático e parassimático: Sistema Nervoso...
O choque cardiogênico é provocado por uma disfunção cardíaca. Em outras palavras, o choque é cardiogênico quando o tecido cardíaco é incapaz de fornecer um débito cardíaco adequado ás necessidades do organismo. Etiologia A principal causa de choque cardiogênico é a perda de tecido cardíaco após infarto agudo do miocárdio. As outras causas são a depressão miocárdica devido á...