Avaliação nutricional da gestante

Hoje, iremos falar sobre a avaliação nutricional da gestante. Você verá neste artigo:

  1. Qual a finalidade da avaliação nutricional da gestante.
  2. Qual a periodicidade de realizar a avaliação nutricional da gestante.
  3. Quais procedimentos para proceder a avaliação nutricional.
  4. Como realizar o diagnóstico nutricional e quais condutas poderão ser tomadas.
  5. Quanto de peso cada gestante poderá ganhar até o final da gravidez.

love-1237394_960_720-300x200 Avaliação nutricional da gestante

Qual a finalidade da avaliação nutricional da gestante?

A avaliação nutricional no pré-natal tem o objetivo de Identificar gestantes em risco nutricional, ou seja, aquelas que estão baixo, sobrepeso ou obesidade de acordo com o índice da massa corporal ÍMC para a idade gestacional.

O cálculo do IMC na primeira consulta de pré-natal permite:

  1. Diagnosticar o estado nutricional da gestante;
  2. Acompanhar  o ganho de peso até o final da gestação.

 

Quando deve ser realizado a Avaliação nutricional da gestante?

Deve ser realizado na primeira consulta de pré-natal e em todas as consultas subsequentes. O cálculo do IMC na primeira consulta permite que o profissional possa fazer uma avaliação do ganho de peso durante a gestação.

 

Quais são os procedimentos para a promover a avaliação nutricional da gestante?

São necessários três procedimentos para promover a avaliação nutricional da gestante:

  1. Cálculo da Idade Gestacional;
  2. Promover medida da altura;
  3. Promover a medida do Peso;
  4. Cálculo do IMC;
  5. Classificar a gestante em Baixo Peso, Peso Adequado, Sobrepeso e Obesidade.

 

1 – Cálculo da Idade Gestacional.

O cálculo da idade gestacional é feito pelo soma do intervalo entre a data da última menstruação (DUM) e a data da consulta dividindo o total por sete obtendo o resultado em semanas. Quando necessário deveremos arredondar para o número inteiro mais próximo. Exemplo:

  • 42,3 semanas, deve-se arredondar para 42 semanas.
  • 42.8 semanas, deve-se arredondar para 43 semanas.

 

2 – Promover medida da altura:

A estatura deve ser medida em mulheres:

  • Menores de 20 anos, trimestralmente uma vez que algumas mulheres podem crescer até a segunda década de vida;
  • Maiores de 20 anos, apenas na primeira consulta.

Procedimentos para a medida da estatura:

  1. Com a balança calibrada, orientar a gestante para subir na balança, sem calçados e estender os braços junto ao corpo;
  2. Os calcanhares, o glúteo e as espáduas devem estar próximos da haste vertical da balança;
  3. O profissional de saúde deverá abaixar a haste sob os cabelos fazendo uma leve pressão e posterioriormente,  fazer a leitura considerando valor mais baixo entre duas linhas.

 

3 – Promover a medida do peso:

A medida do peso deverá ser realizado em toda consulta pois subsidiará a avaliação nutricional da gestante de acordo com o peso que ela ganhou em cada período gestacional.

A primeira medida é de fundamental importância pois servirá de parâmetro para a avaliação nutricional da gestante e ganho de peso em toda a gestação. O ideal é ter os dados do peso da gestante antes da DUM ou até a 13ª semana de gestação.

É recomendado ao profissional de saúde:

  • Utilizar balança eletrônica ou mecânica calibradas e em bom funcionamento;
  • Ter como base para medida do peso, a balança do tipo adulto com escalas de intervalo de até 100 gramas.

Procedimentos para a medida do peso:

  1. Destravar a balança, zerar e calibrar;
  2. Orientar a gestante para subir na balança e ficar de costas para o medidor, com os braços estendidos ao longo do corpo;
  3. Anotar o peso no cartão da gestante e no prontuário da mesma.

 

4 – Cálculo do IMC:

O cálculo do IMC é fundamental para a avaliação nutricional da gestante.

love-1237394_960_720-300x200 Avaliação nutricional da gestante

O cálculo é bem simples. Basta pegar a medida do peso e fazer a divisão pela altura ao quadrado.

 

5 – Classificar a gestante em Baixo Peso, Peso Adequado, Sobrepeso e Obesidade.

 

Para classificar a gestante basta pegar os dados obtidos e cruzar com os dados contidos na tabela 1.

Neste momento, o profissional de saúde terá a classificação de acordo com a semana gestacional em que a gestante se encontra em baixo peso, adequado, sobrepeso ou obesidade. Mais importante que isso, será avaliar o ganho de peso desde o início da gestação através do IMC pré-gestacional ou até a 13ª semana de gestação. Se não for possível pelo menos o IMC calculado na primeira consulta mesmo após a 13ª semana gestacional.

Tabela 1 – Avaliação nutricional da gestante segundo índice de massa corporal por semana gestacional

love-1237394_960_720-300x200 Avaliação nutricional da gestante

Quais condutas poderão ser tomadas frente a cada classificação realizada na avaliação nutricional da gestante?

Baixo Peso:

  1. Investigar condições clínicas que podem estar levando á perda de peso como hiperêmese gravídica, infecções, parasitoses, anemias e doenças debilitantes;
  2. Promoção de saúde visando orientação nutricional, ganho do peso adequado e hábitos alimentares saudáveis;
  3. Discutir o caso com o Núcleo de Apoio Saúde da Família (Nasf) se necessário;
  4. Remarcar consultas no intervalo de tempo menor que o habitual.

 

Peso Adequado:

  1. Explique a gestante que o seu peso está adequado;
  2. Seguir calendário habitual;
  3. Dê orientação nutricional.

 

Sobrepeso e Obesidade:

  1. Investigar obesidade se houve obesidade antes da gestação, edemaciação, polidrâmnio, macrossomia e gravidez múltiplas;
  2. Dê orientação nutricional á gestante visando o ganho de peso adequado;
  3. informar que durante a gravidez não se deve perder peso e sim mantê-lo;
  4. Marcar consultas com intervalo menor que o habitual;
  5. Caso necessário, discutir o caso com os profissionais do Nasf.

É importante ter em mente que a obesidade pode aumenta as chances de distocias, anemias e necessidade de cesariana.

 

Quanto de peso a gestante poderá ganhar até o fim da gestação?

Com base no IMC pré-gestacional ou da primeira consulta de pré-natal, pode-se realizar a avaliação nutricional da gestante calculando quanto de peso ela deverá ganhar em toda a gestação, no primeiro e segundo trimestre de gestacional. Lembrando que a gestante não deve perder peso mesmo estando classificada em obesidade.

Com base na tabela 2, podemos deduzir quanto a gestante poderá ganhar de peso. Veja dois exemplos

  1. Gestante com IMC inicial de 18,5 deverá ter ganho de peso em média de 440 gramas no segundo e terceiro trimestre e de 12,500 kg em toda a gestação;
  2. Gestante com IMC inicial bem abaixo de 18,5 deverá ter ganho de peso em média de 580 gramas no segundo e terceiro trimestre e de 18 kg em toda a gestação.

 

Tabela 2 – Ganho de peso recomendado (em kg) na gestação segundo o estado nutricional inicial

love-1237394_960_720-300x200 Avaliação nutricional da gestante

Referência Bibliográfica

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção á Saúde. Departamento de Atenção Básica. Caderno de Atenção Básica: Atenção ao Pré-natal de baixo risco. Brasília: EDITORA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2013. 320 p.

marcus

Website:

Deixe uma resposta