Anemia Ferropriva: Tudo o que Você Precisa Saber!

A anemia ferropriva representa cerca de 90% de todos os tipos de anemia. A anemia ferropriva pode ser definida como um estado em que a hemoglobina do sangue está baixa devido a uma ingestão deficiente de alimentos ricos em ferro ou pela inadequada utilização orgânica do ferro absorvido.

anemia ferropriva

Ferro

Trata-se de um nutriente essencial para a manutenção da vida. Ele atua na produção de células vermelhas do sangue e também no transporte de oxigênio dos pulmões para todas as células do organismo.

Fatores que levam à anemia ferropriva

  • Ingestão inadequada de ferro;
  • Absorção inadequada de ferro;
  • Hábitos vegetarianos;
  • Dietas com muito café ou chá que faz uma inibição da absorção de ferro;
  • Baixa ingestão de frutas cítricas – A vitamina C favorece a absorção de ferro;
  • Presença de malária, helmintoses, ascaridíase e protozooses intestinais;
  • Gestantes com baixo peso;
  • Hemorragias digestivas (geralmente provocada por úlcera gástrica e duodenal);
  • Presença de melena (sangue nas fezes);
  • Hematêmese (vômito com sangue geralmente provocada por úlcera gástrica e duodenal);
  • Hemoptise (expectoração de sangue proveniente dos pulmões);
  • Menstruações;
  • Parto;
  • Múltiplas gestações.

É importante realizar o exame oculto de sangue nas fezes em homens e mulheres após a menopausa e investigar possível presença de doença maligna colorretal.

Se você é um amante de enfermagem, gostará de conhecer o nosso curso, onde nós trazemos inúmeras aulas que te trará condições de aprender administração de medicamentos uma vez por todas!. Clique aqui para para conhecer!

 

Sintomas gerais da anemia ferropriva

dor de cabeça

  • Fraqueza;
  • Síndrome das pernas inquietas;
  • Cefaleia (dor de cabeça);
  • Intolerância aos exercícios físicos;
  • Surgimento da pica (vontade de comer terra ou barro, papeis, gelo, amido);
  • Vários graus de fadiga (cansaço);

Vale ressaltar que algumas pessoas podem ter anemia e não apresentar sintoma algum. Já outras podem não ter anemia e ter os seus sintomas. Isto acontece quando elas apresentam *ferritina sérica baixa.

*Ferritina é uma proteína é encontrada em todas as células e que se concentra principalmente no fígado. Ela é a proteína mais importante para a reserva de de ferro no organismo.

Consequências da falta de ferro em Crianças

anemia ferropriva

Durante o último trimestre de gravidez, ocorre um aumento do peso corporal e armazenamento de ferro no feto. Assim, quando uma criança nasce antes do tempo (prematuro), ela terá menos ferro armazenado porque o tempo de armazenamento de ferro não foi suficiente. Do mesmo modo, crianças que nascem com baixo peso também terão uma reserva diminuída de ferro.

A falta de ferro gera consequências nas crianças como:

  • Retardo do crescimento;
  • Aprendizagem da coordenação motora e da linguagem comprometida;
  • Déficit de atenção;
  • Fadiga;
  • Diminuição da afetividade;
  • Redução da atividade física;
  • Baixa resistência a infecções.

 

Consequências da falta de ferro na gestante

anemia ferropriva

Fisiologicamente, a gravidez leva a um aumento do volume plasmático e, consequentemente a uma diminuição do estoque de micronutrientes no organismo como o ferro. Por outro lado, a gestante tem um aumento da demanda de energia e nutrientes necessários para sustentar a gravidez. Caso não receba uma alimentação adequada, haverá desnutrição e deficiência de ferro gerando a anemia ferropriva.

A anemia grave produz uma grande dificuldade de oxigenar as células que passam a não exercer as suas funções adequadamente. Assim, poderão ser geradas complicações como:

  • Infecções e mortalidade infantil;
  • Parto prematuro;
  • Baixo peso da criança ao nascer.

Estima-se que a anemia grave eleva em cerca de cinco vezes o risco de mortalidade materna relacionada ao parto e à gestação.

  • Crianças nascem com baixo peso;
  • Aumento da chance de morte do feto ou da criança após o nascimento.

A deficiência de ferro no pós-parto se caracteriza por alguns sintomas inespecíficos como:

  • Astenia (mal estar geral);
  • Fadiga;
  • Dispneia (dificuldade de respirar);
  • Palpitações;
  • Infecções;
  • Dificuldades físicas e cognitivas;
  • Depressão.

 

Consequências da falta de ferro nos Adultos

Além dos sintomas gerais da anemia, a falta de ferro nos adultos leva a:

  • Fadiga
  • Diminuição da capacidade de reprodução

 

Alimentos ricos em ferro

anemia ferropriva

Uma das principais causas da anemia ferropriva, é a deficiência de ferro. Esse importante nutriente pode ser obtido através dos seguintes alimentos:

  • Vegetais folhosos verde-escuros como agrião, couve, taioba e cheiro-verde. Exceto espinafre.
  • Leguminosas como feijões, ervilha, fava grão-de-bico e grãos integrais.
  • Carnes vermelhas principalmente fígado, vísceras como rins e coração;
  • Carnes brancas como aves, peixes e mariscos crus;
  • Nozes;
  • Castanhas;
  • Melado de cana-de-açúcar;
  • Açúcar mascavo; e
  • Rapadura.

 

Diagnóstico

Para realizar o diagnóstico de anemia ferropriva, pode-se  realizar:

  • Hemograma completo;
  • Dosagem de ferritina;
  • Dosagem de ferro sérico;
  • Transferrina (glicoproteína presente no sangue responsável por transportar ferro);
  • Saturação de ferritina.

Os pacientes com anemia ferropriva tem baixo ferro sérico (ferro no sangue), transferrina alta (necessidade de carrear ferro para chegar até as células) e saturação de transferrina baixa.

 

Hemograma

De acordo com o hemograma, resultados de:

  • hemoglobina entre 7 a 12 g/dl indica anemia leve a moderada;
  • hemoglobina abaixo de 6 g/dl indica anemia grave (Há algumas variações de acordo com a idade, gênero ou gestação).

 

Em crianças:

  • Entre 6 e 59 meses – É diagnosticado anemia com valores abaixo de hemoglobina abaixo de 11 g/dl.
  • Entre 5 e 11 anos – A anemia está presente quando a hemoglobina está abaixo de 11,5 g/dl.
  • Entre 12 e 14 anos – Hemoglobina abaixo de 12 g/dl indica presença de anemia.

 

Em mulheres:

  • É considerado anemia quando a hemoglobina encontra-se inferior a 12 g/dl.

 

Em homens:

  • É considerado anemia quando a hemoglobina encontra-se inferior a 13 g/dl.

 

Em gestantes:

A anemia ferropriva em gestante é classificada em leve, moderada ou grave:

  • Anemia leve: hemoglobina entre 9 e 11 g/dl;
  • Anemia moderada: hemoglobina entre 7 e 9 g/dl;
  • Anemia grave: hemoglobina abaixo de 7 g/dl.

 

Em puérperas:

  • Resultados que evidenciam hemoglobina abaixo de 10g/dl nas primeiras 48 horas após o parto ou de 12 g/dl nas primeiras semanas após o parto indicam anemia ferropriva.

 

Em idosos:

É considerado anemia:

  • Valores abaixo de 12,2 g/dl em mulheres brancas;
  • Valores abaixo de 13,2 g/dl em homens brancos;
  • Valores abaixo de 12,7 g/dl em homens negros;
  • Valores abaixo de 11,5 g/dl em mulheres negras.

 

É também considerado anemia quando:

  • Ferritina abaixo de 30 mcg/L;
  • Capacidade ferropéxica sérica acima de 4 mg/L;
  • Ferro abaixo de 330 mcg/L;
  • Aumento da transferrina;
  • Redução da saturação da transferrina. Geralmente abaixo de 20%.

 

Exame sangue ferritina

É importante mencionar que a concentração de ferritina sérica é o dado mais confiável para avaliar as reservas de ferro do corpo. Isto porque a ferritina é uma proteína produzida no fígado que é responsável pelo armazenamento de ferro. Assim o exame de sangue ferritina tem o objetivo de verificar se há falta ou excesso de ferro no organismo.

Quando a ferritina está baixa?

Quando a ferritina está baixa, significa que o fígado não está produzindo ferritina porque não há ferro disponível. Neste caso há a presença de anemia ou perda de sangue em algum local do sangue por exemplo.

Quando a ferritina está alta?

Já quando a ferritina encontra-se elevada no organismo, significa que o indivíduo está com alguma inflamação no organismo (aumento de cerca de 3 vezes). A ferritina eleva-se na presença de doenças inflamatórias, hepáticas e infecciosas.

Vale ressaltar que os Valores normais de ferritina no corpo variam entre 40 e 200 ng/mL. Quando o indivíduo tem valores entre 10 a 15 ng/ml, significa que há uma deficiência de ferro.

 

Tratamento Medicamentoso

Quando o paciente não tem uma alimentação adequada ou quando há alguma disfunção que está reduzindo as reservas de ferro no organismo é necessário iniciar a terapia medicamentosa para impedir o surgimento de complicações.

As medicação mais utilizada é o sulfato ferro. O paciente pode receber  o ferro por via oral ou por via parenteral.

A via parenteral é preferível em pacientes com sensibilidade ao sulfato ferroso ou com anemia grave com a finalidade de estabilizar o quadro anênimo mais rapidamente possível.

Dica valiosa

É importante mencionar que o ferro é melhor absorvido na presença do ácido ascórbico (vitamina c). Por isso é indicado tomá-lo junto com o suco de frutas cítricas (limão, acerola, laranja).

Ferro + Vitamina C = Melhor Absorvido

Por outro lado, quando alimentos ricos em ferros são ingeridos juntos com  alimentos ricos em cálcio, o ferro não é bem absorvido. Isto acontece porque o cálcio inibe a absorção do ferro.

Ferro + Cálcio = Menos Absorvido

Espero que tenha gostado da matéria. Peço que compartilhe nas suas redes sociais para que possamos ajudar mais pessoas. Obrigado e até o próximo artigo.

 

Medicamentos

Poderão ser utilizados os seguintes fármacos:

  • Sulfato ferroso 40 mg comprimidos;
  • Sulfato ferroso 25 mg/ml solução oral;
  • Sulfato ferroso 5 mg/ml xarope;
  • Sacarato de hidróxido férrico 100 mg de ferro injetável. Fraco-ampola contendo 5 ml.

 

Referências Bibliográficas

Ministério da Saúde – Caderno de Atenção Básica n. 20. Série A. Normas e Manuais técnicos. Carência de micronutrientes, 2007.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria SAS/MS nº 1.247, de 10 de novembro de 2014. Aprova o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Anemia por Deficiência de Ferro. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 11 de novembro de 2014.

 

Marcus Vinícius

Olá, meu nome é Marcus Vinícius. Sou blogueiro, enfermeiro e responsável técnico pelo Centro de Atenção Psicossocial CAPS I do Município de Lagoa da Prata/MG. Este blog tem o objetivo de trazer um conteúdo esquematizado e de fácil assimilação. Aproveite e entre em contato em caso de dúvidas e sugestões!

Website: http://www.enfermagemesquematizada.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *