Administração de Medicamentos por Via Retal – Vantagens e Desvantagens

É possível que você não tenha muito conhecimento a respeito de administração de Medicamentos por Via via retal, não é mesmo? Se sim, não está na hora de se preocupar.

Você verá abaixo, detalhes importantes sobre ambos, e aprenderá um pouco mais a respeito de cada.

 

 Administração de Medicamentos por via retal

Quando paciente apresenta alguma impossibilidade de tomar medicamentos por via oral, é recomendado a utilização da via retal.

São situações que inviabilizam a administração oral:

  1. Náuseas e vômitos;
  2. Dificuldade de deglutição;
  3. Impossibilidade de engolir após realização de cirurgias.

A  Administração de Medicamentos por via retal é a via de administração entérica de medicamentos pelo ânus, em várias formas de dosagem possíveis:

  • Supositórios
  • Cápsulas retal (cápsulas moles, alongadas e liso)
  • Enemas
  • Pomadas

As três primeiras formas têm uma ação geral (sistêmica) ou local, enquanto a última, a pomada, tem apenas ação local. A ação local é frequentemente usada para o tratamento de hemorroidas.

 

Em que tipos de pacientes esta é aplicada?

Esta via de administração é particularmente usada em crianças, pessoas acamadas, pessoas cuja administração via oral não seja aplicada ou que apresentes sintomas como vomitas e náuseas.

 

Vantagens e desvantagens da administração de Medicamentos por via retal

A administração de Medicamentos por via retal tem as seguintes vantagens e desvantagens:

Vantagens

  • A mucosa do reto é muito rica em vasos sanguíneos, o princípio ativo é diretamente absorvido, atinge rapidamente a corrente sanguínea e age mais imediatamente;
  • Evita a passagem do ingrediente ativo pelo estômago e pelo intestino e, assim, o efeito dos sucos gástricos, assim como a ação deste último sobre a mucosa gástrica.

Desvantagens:

  • Administração considerada desagradável;
  • Absorção variável do ingrediente ativo;
  • Não evita a passagem pelo fígado e, portanto, a degradação de certos ingredientes ativos;
  • Risco de perfuração tecidual em crianças muito novas;
  • Desnecessário em caso de diarreia.

 

Conclusão

Agora, você já sabe perfeitamente quando e como aplicar a administração de Medicamentos por via retal. Esses detalhes são essenciais, não apenas para o conhecimento, mas também para fazer o seu trabalho corretamente.

canetas seringas

Marcus Vinícius

Olá, meu nome é Marcus Vinícius. Sou blogueiro, enfermeiro e responsável técnico pelo Centro de Atenção Psicossocial CAPS I do Município de Lagoa da Prata/MG. Este blog tem o objetivo de trazer um conteúdo esquematizado e de fácil assimilação. Aproveite e entre em contato em caso de dúvidas e sugestões!

Website: http://www.enfermagemesquematizada.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *